terça-feira, 7 de dezembro de 2010

         Mais um ano se passou e muitas realizações, vivências e desafios permearam as atividades da Aliança durante este ano.  Agradecemos imensamente a todos que se envolveram direta e indiretamente nesta árida proposta de reunir uma comunidade em torno de objetivos comuns,  meio a tantas sugestões e imposições que nadam no sentido contrário. 
         E ao fecharmos mais um ciclo dentro das ações realizadas pelo Ponto de Cultura Cohabitarte em 2010, propomos a partir do registro de algumas intervenções feitas com a comunidade no terreno baldio da rua Adelaide de Souza (que batizamos de terreno Ocaruçu) e na Praça Mãe Meninha do Gantois, uma reflexão a todos que caminham pelas ruas do Conjunto José Bonifácio: se essa rua fosse minha...?
      E para compor olhares, valores e versões uma instalação da nossa artista plástica Samara Costa  dialogará com um "bosque chamado solidão", se assim podemos chamar dentro da canção que nos inspira ao recordar das crianças que cresceram adormecendo o cheiro das laranjeiras, do tatu bola escorregando pelas mãos, dos pessegueiros que margeavam o rio Jacu virando apenas sobrenome de avenida, e das sombras das árvores que não deixavam as idéias ferverem...e se esvaírem no tempo, ou na falta de sua partilha.
       Quem vai fazer a abertura "dessa rua" será a 22° Mostra Audio Visual Paulista com uma exibição de filmes. E tudo isso lá naquela Casa antiga que já foi uma casa muito misteriosa e agora todo mundo pode entrar nela e manifestar os seus anseios e costumes por meio da arte. Esperamos por vocês no sexto dia de lua nova, na Casa de Cultura Raul Seixas ao som dos "murmúrios da tarde", ou melhor, dos murmúrios da noite, pois irá re-começar assim que o sol se pôr. 
                                              até lá...

1 comentários:

Postar um comentário