quinta-feira, 15 de setembro de 2011

A noite estava fria, mas não o Sarau... a poesia aqueceu quem passou por lá!
Quem se lembra do Sarau Lundu do ano passado?
Foi no dia 11 de setembro, data significativa! ...A Arte como Resistência Cultural", tendo como tema central, a PAZ.
Sarau Lundu - 2010




Mais detalhes: 
http://almaambiental.blogspot.com/2010/09/sarau-lundu-flores-brancas-e-arte-em.html
Também foi no Parque Raul Seixas, lugar lindo, um encontro muito gostoso, cheio de gente bacana e talentosa numa diversidade incrível!
Neste ano, 2011, não foi muito diferente, continuamos dando foco à FORÇA DE RESISTÊNCIA CULTURAL e, por isso, decidimos reunir os artistas da Região para engrossar o time dos movimentos que estão fomentando o encontro entre a galera que vive e atua em Itaquera e na Zona Leste no geral, muitos que não se conhecem, ou melhor, não se conheciam!
Nesta segunda edição,
que aconteceu no dia 10 de setembro, o “Sarau Lundu II – A Arte que nasce na Zona Leste” reuniu muita gente boa e talentosa de vários pontos desta parte da cidade.
Bem diversificado, começou às 16h com programação infantil.
Contação de história com Cia Mapinguary e Dani & Nayê com brincadeiras para crianças de todas as idades.
crianças interagindo

Cia Mapinguary! Carlos Godoy e João Jr interagindo com as crianças
O Grupo Sucatas Ambulantes emendou e levou a criançada ao delírio com seu Dragão e outros bonecões.



Os bonecões do Sucatas Ambulantes e as crianças enlouquecidas
O Maracatu da Cia Porto de Luanda foi junto, estremecendo o Parque Raul Seixas com seus tambores alegres e precisos.
O estandarte da Cia Porto de Luanda, Thiago Rocha e Thyeli Nathally

...e os tambores estremecendo o coração do conjunto José Bonifácio
Anoiteceu com poesia, palhaçada, cantoria...
Gabriel Barreto & Joy Mafaro na foto de Simone Alauk 

Akira Yamasaki, Escobar Franelas, Daniel Marques, Raberuan, Jeremias, Antonio Primus e outros, de improviso ou não, deram o tom da poesia.


Raberuan e Akira



A Cia do outro Eu na foto de Simone Alauk
A “Cia do Outro Eu” e o “Grupo do Balaio” apresentaram um teatro de palhaçadas com graça, arrancando muita gargalhada de quem esteve por lá. 
Grupo do Balaio
Valmir e Malú em cena de "O teatro pede passagem"
“O Teatro pede passagem”, com Valmir e Malu também deram o ar de sua graça.
Dami Maranhão na foto de Simone Alauk
Nayê e sua voz que brota da terra...
 A música compareceu em ritmos e formatos diferentes... Renato Gama, Dami Maranhão, Gabriel Barreto & Joy Mafaro, Nayê...

Projeto Preto Véio

Michelle e Edgar, reggae em nome da paz
  




Projeto Preto Véio, Michele e Edgar (reggae)...
...Engrenagem Urbana apresentaram um pouco do que fazem, deixando um gostinho de quero mais.
Mauro Grillo
Performance de Luiz Ricas
Houve espaço para outras manifestações espontâneas... Luiz F. Ricas fez uma performance utilizando telão e materiais diversos, Mauro Grillo fez uma apresentação de butoh ao seu estilo e assim correu a noite... 
...iluminada pela lua, pelas luzes e pelas lanternas de lata com velas que deram um clima todo especial ao Parque.

3 comentários:

Postar um comentário